Dieta low carb: Aprenda como funciona.

lowcarb

O universo das dietas se recicla a cada dia e entre tantas que estão disponíveis a dieta low carb pode ser a que você procura para perder peso rápido. Aqui você vai entender como ela funciona e suas principais vantagens e desvantagens. Não perca tempo e confira tudo agora!

O que é a dieta low carb?

A proposta da dieta é reduzir a quantidade diária de carboidratos ingerida no dia-a-dia de 50 a 55% dentro de uma dieta baseada em 2000 calorias para 45% até 5% apenas do nutriente.

É na hora de reduzir a porcentagem de carboidrato que você deve usar o bom senso, pois a restrição severa do nutriente pode fazer você ter sérios problemas de saúde.

Além da redução do nutriente a dieta propõe a substituição dos carboidratos simples pelos integrais. Estes tem baixo índice glicêmico o que faz com que a energia contida neles seja liberada aos poucos para corrente sanguínea evitando assim o acúmulo de gordura no corpo além de oferecer maior saciedade. Isso porque com eles não há picos de glicose e insulina.

É saudável fazer a dieta low carb?

A dieta low carb emagrece, no entanto o quanto ela pode ser saudável ou não irá depender:

  • Da quantidade de carboidrato que irá reduzir. Nutricionistas garantem que uma redução para 40% do carboidrato do valor calórico total do dia não interfere na sua saúde de forma negativa;
  • Se você combinar a redução do carboidrato com uma dieta equilibrada com no máximo 20% do valor calórico total de proteínas e 30 de boas fontes de gordura irá emagrecer de forma natural e saudável.

O que a restrição de carboidratos pode causar?

Antes de optar pela dieta low carb é importante saber o que uma restrição brusca do nutriente pode causar.

  • Quando você corta de maneira brusca algum tipo de nutriente da sua alimentação automaticamente o seu organismo entra em estado de “alerta” e passa a estocar energia como mecanismo de defesa.

O resultado é que ao invés de perder peso você ganha peso.

  • Podem ocorrer várias alterações fisiológicas pela falta do nutriente como:
  • Sono;
  • Dores de cabeça;
  • Falta de concentração;
  • Fadiga;
  • Cansaço;
  • Mau humor;
  • Constipação intestinal e outros problemas que vão de acordo com o organismo de cada um.
  • Um maior consumo de carboidratos naturalmente te leva a consumir mais proteínas e isso sobrecarrega os rins principalmente se a pessoa tiver uma pré-disposição genética para desenvolver o problema.

Sugestão de cardápio:

Esta sugestão de cardápio não conta com o corte radical dos carboidratos da dieta e sim a substituição dos carboidratos simples pelos integrais por ser a forma mais saudável de perder peso.

Café da manhã:

  • 1 omelete de queijo feito com azeite ou óleo de coco
  • 200 ml de café com leite desnatado. Adicione 3 a 4 gotas de adoçante.

Lanche da manhã:

  • 3 unidades de amêndoas

 

Almoço:

  • Salada de folhas verdes a vontade temperada com limão, azeite e sal.
  • 1 filé de frango grelhado
  • 3 colheres (sopa) de brócolis ao vapor refogado na manteiga
  • 3 colheres (sopa) de arroz integral
  • 1 colher (sopa) de feijão
  • Sobremesa: gelatina diet

Lanche da tarde:

  • 1 iogurte natural com 1 colher (sopa) de linhaça.

Jantar:

  • Salada de folhas verdes a vontade temperada com limão, azeite e sal.
  • 1 filé de peixe grelhado
  • Abobrinha ao forno
  • Sobremesa: gelatina diet.

Ceia:

  • 2 torradas integrais
  • 200 ml de chá verde sem açúcar. Adicione 3 a 4 gotas de adoçante.

Dica: Antes de montar o cardápio sempre verifique os rótulos do cardápio na hora da compra, para ver a quantidade de carboidratos de cada alimento.

Como você pode ver é possível sim perder peso com esta dieta desde que você combine com bons hábitos alimentares e atividade física regular e não leve a dieta para o radicalismo cortando de vez os carboidratos do cardápio.

Inclusive essa é uma dietas utilizadas, respeitadas as adaptações, nos tempos bíblicos. Caso queira conhecer mais sobre o assunto recomendamos o curso de teologia on line dos nossos amigos.

 

Conheça os segredos do Emagrecimento Saudável

comer_bem_faz_bem_608_411

Todo mundo fala por uma boca só: para emagrecer tem que fechar a boca. Sim, mas não é só parar de comer alimentos que ajudam a engordar e sim tomar algumas atitudes essenciais que realmente vão fazer toda a diferença e isso inclui desde as mudanças constantes de cardápio, até o melhor momento em que deve comer saladas. Quer saber como funciona? Continue lendo este artigo com atenção.

Não se torture

É muito comum as pessoas pensarem e encararem a dieta como uma tortura, algo extremamente sacrificante e quase impossível de ser superado. Enquanto você manter esse pensamento de sofrimento é provável que tudo isso aconteça.

O melhor mesmo a se fazer é ver a dieta como algo realmente bom (como na verdade é) que lhe trará mais saúde. É importante que você mude a sua mentalidade, para que possa vê-la como algo mais leve e simples, o qual se acostumará rapidamente e que irá te ajudar muito.

Varie o seu cardápio constantemente

As pessoas são seres adaptáveis como o seu próprio organismo. Entretanto, ninguém (incluindo o corpo) aguenta fazer algo todos os dias e do mesmo jeito. É preciso variar para não cair na rotina, senão você será vencido pelo cansaço.

Procure alternar o seu cardápio e diversifica-lo com frequência para que seu organismo não se acostume e nem se enjoe de comer sempre as mesmas coisas e nos mesmos horários. Dessa forma, você sentirá mais prazer em comer.

Coma primeiro as saladas

Esse é um segredinho compartilhado em consultório de nutricionista. A dica é a seguinte: Você deve comer mais e sempre em primeiro lugar a salada, mesmo que não acredite logo sentirá sensação de saciedade e assim não conseguirá comer muito os outros alimentos, ou seja, vai ingerir mais o que realmente seu corpo precisa enquanto o que não auxilia a emagrecer como massas e muito arroz serão consumidas em menor quantidade.

Evite comer alimentos pesados no jantar

O jantar deve ser uma refeição leve somente para evitar que você deite com fome, não consiga dormir e automaticamente ataque a geladeira na madrugada. Por outro lado, o nosso organismo trabalha mais vagarosamente à noite e assim o processo digestivo é mais demorado.

Aproveite para comer as saladas citadas anteriormente ou faça um lanche leve. Assim você terá uma boa noite de sono e sonho!

Beba chá

O chá – se não for consumir com açúcar – é uma bebida de baixíssima caloria, às vezes zerada e que contribui muito para a perda de peso. A maioria possui efeito calmante (o que é muito importante para quem está emagrecendo), tem ação antioxidante e acelera o metabolismo. Entre os sabores que você mais gosta não se esqueça de incluir o Chá Verde que é um excelente emagrecedor natural bastante utilizado no Oriente.

Beba água sempre

A água é fundamental para a sobrevivência humana. Além de hidratar e repor os minerais que são perdidos no processo de transpiração, ela ainda regula o metabolismo e pode acalmar o sistema nervoso.

Para ter bons resultados e emagrecer com o auxílio da água você deverá consumir em torno de 2 litros diários, mas deverá evitar o consumo durante as principais refeições como o almoço e o jantar para que não dificulte o processo de digestão. O melhor é tomar água 1 hora após a refeição.

Amenize no cafezinho

O café é uma bebida agradável e várias pesquisas já comprovaram que é eficaz para a memória e até o coração, desde que tomado na medida certa, ou seja, se você tomar irá contar com todos os benefícios do café, mas se exagerar poderá causar males ao seu corpo como o nervosismo e até insônia.

E como você deve saber: nervosismo, estresse e cansaço fazem com que coma e saia da dieta com muita facilidade. Então se você não quer ter esse problema é só tomar entre 3 e 4 xícaras por dia.

Para fechar

Gostou dessas dicas? Aposto que se surpreendeu com algumas. Essas são algumas dicas valiosas que, se utilizadas com frequência vão te ajudar a perder os quilos indesejados. Como agora você já sabe quais são e por que são importantes para emagrecer aproveite para segui-las com disciplina e força de vontade para alcançar seus objetivos.

E antes de sair não se esqueça de deixar o seu “like” no botão abaixo, certo? Até o próximo post!

 

Emagrecer rápido é bom mesmo?

rapido

Você tem como projeto emagrecer rápido ainda este ano para entrar 2106 com tudo? Hoje convidamos você a pensar um pouco se os sacrifícios para entrar em forma valem a pena ou não. Vamos lá?

Emagrecer rápido não é saudável veja por quê.

Cada vez mais as pessoas cultuam um corpo magro ou um abdômen “trincado” e adotam essa imagem como sendo o símbolo de boa forma e saúde.

Mas até que ponto vale fazer qualquer sacrifício para entrar em forma?

Podemos afirmar que emagrecer a qualquer custo não vale a pena.  Enumeramos alguns problemas de saúde comuns às pessoas que optam em fazer as “dietas milagrosas”. Acompanhe:

  • Alteração do metabolismo.

Uma dieta restritiva leva o seu organismo a poupar energia como uma forma natural de te proteger de uma futura falta de nutrientes.

Com isso seu metabolismo passa a gastar menos energia e o resultado é o ganho de peso.

  • “Efeito sanfona”.

Com a alteração do metabolismo provocada pela restrição alimentar a tendência é que você volte ao peso habitual tão rápido quanto emagreceu e muitas vezes o ganho de peso vem em dobro.

Este é o temido “efeito sanfona”.

  • Risco de cálculos biliares.

Uma rápida perda de peso pode interferir no funcionamento da vesícula biliar o órgão responsável por secretar a bile que por sua vez auxilia na digestão das gorduras.

Quando a dieta é restrita em gorduras pode ocorrer um desiquilíbrio entre os níveis de colesterol (este aumenta) e os sais biliares diminuem.

Além disso, a vesícula biliar não contrai como deveria o que leva a formação de sais biliares.

  • Problemas no fígado.

Estudos comprovam que dietas radicais com perda de peso acima de 4 quilos por semana pode causar danos ao fígado. Pode-se desenvolver a hepatite gordurosa não alcóolica.

  • Desiquilibrar os fluidos do corpo.

Manter o peso estável ajuda a manter o equilíbrio de eletrólitos do corpo essenciais para o bom funcionamento de todo o seu organismo. Porém quando você tenta emagrecer rápido demais ocorre um desiquilíbrio de minerais.

Seu corpo passa a excretar muito sódio porque ao perder peso rápido você desidrata.

Além disso, o desiquilíbrio de eletrólitos faz com que seu músculo cardíaco não funcione direito.

  • Riscos para a sua saúde.

Emagrecer rápido além de todos os problemas que já citamos pode comprometer o seu sistema imunológico além de:

  • Anemia;
  • Fraqueza do coro cabeludo, unhas, problemas de pele por falta de proteínas e vitaminas e minerais em quantidade suficiente;
  • Cãibras;
  • Problemas ósseos.

As desvantagens das dietas radicais não param por aí. Existe um comprometimento psicológico. Isto mesmo! O efeito sanfona gerado pelas dietas restritivas pode levar você a se sentir frustrada (o) por não ter conseguido manter a perda de peso.

E mais! Você pode desenvolver uma compulsão alimentar por ter ficado longos períodos sem se alimentar de forma adequada.

Tudo isso afeta o seu psicológico podendo levar até a depressão.

Como emagrecer de forma saudável?

Como você pode ver perder peso muito rápido não traz nenhuma vantagem para a sua saúde. Nossa proposta então é que você faça uma reeducação alimentar para que aconteça mudanças de hábitos efetivas e duradouras.

Os nutricionistas são unânimes em dizer que um emagrecimento saudável é aquele que acontece gradualmente.

Além disso, a alimentação saudável deve ser combinada com a atividade física regular.

E você? Que tipo de dieta já fez para emagrecer rápido? Conte para nós deixando o seu comentário aqui.

Até o próximo post!